O que você procura?

47 resultados encontrados para ""

Serviços (4)

  • Aula particular de Primeiros Socorros

    Aulas focadas no ensino para adultos (idade mínima de 18 anos).

  • Aula particular de Segurança do Trabalho

    Aulas focadas no ensino para adultos (idade mínima de 18 anos).

  • Consultoria VIP em Segurança do Trabalho

    Profissionais de RH que atuam empresas dispensadas de SESMT e que não possuem técnico de segurança podem se sentir confusos com relação aos procedimentos e ao planejamento das ações em SST. A consultoria visa orientar e ajudar esses profissionais sobre a implantação de procedimentos, treinamentos obrigatórios, dentre outros, através de nossa equipe especializada. Para quem esse serviço é indicado? O serviço foi pensado especialmente para atender empresas que estão desobrigadas de contratar profissional técnico em segurança do trabalho e empresas de pequeno porte que não geram demanda suficiente para essa função em tempo integral na empresa, porém que sentem necessidade de receber auxílio profissional para fazer a gestão adequada de SST. Quais os benefícios para minha empresa? REDUÇÃO DE ACIDENTES através da adequação e melhoria dos procedimentos, OTIMIZAÇÃO DOS CUSTOS, SEM VÍNCULO EMPREGATÍCIO com emissão da respectiva nota fiscal e OTIMIZAÇÃO DO SEU TEMPO, através de mão de obra especializada que vai te orientar nas suas principais demandas na área. E se eu quiser cancelar o serviço? Você pode cancelar sua assinatura quando desejar diretamente aqui no nosso site de forma fácil, rápida, sem fidelidade ou multa contratual. Gostei, como contratar a consultoria VIP? 1 - Clique em CONTRATAR SERVIÇO 2 - Selecione o plano desejado Para ver todos os planos de consultoria disponíveis acesse: www.bravale.com.br/consultorias

Ver todos

Posts do Blog (7)

  • Ter um Desfibrilador (DEA) disponível e equipe treinada é Lei em SC

    Você sabia que em Santa Catarina existe uma Lei estadual que obriga determinados estabelecimentos a manterem um DEA (Desfibrilador Externo Automático) e equipe treinada para operá-lo e para realizar os procedimentos de ressuscitação cardiopulmonar (RCP)? A Lei estadual nº 15.078/2009 torna obrigatório a disponibilização de equipamento desfibrilador em estádios, ginásios esportivos, centros comerciais e quaisquer outros locais e estabelecimentos, assim como, em atividades e eventos de qualquer natureza, com concentração e/ou estimativa de circulação diária igual ou superior a 1.500 pessoas. Além do DEA é necessário que o local/evento possua também uma equipe devidamente treinada para operar o equipamento e realizar os procedimentos de ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Além da normativa estadual cada município pode ter suas próprias Leis, como é o caso de Blumenau que por meio da Lei municipal nº 6787/2005 também torna obrigatório a disponibilização do equipamento em locais de grande concentração de pessoas, como nas dependências de terminais rodoviários, shoppings center, centros empresariais, supermercados, casas de shows e espetáculos, academias de ginástica, clubes esportivos ou recreativos e locais de trabalho com concentração e/ou circulação média diária superior a 1.500 pessoas, também tornando obrigatória a manutenção de equipe treinada no local, porém aqui estabelecendo a capacitação de no mínimo 30% do seu pessoal através do curso de SUPORTE BÁSICO DE VIDA. Além da obrigatoriedade do equipamento e de equipe treinada, a Lei municipal também estabelece alguns requisitos técnicos para o equipamento como que seja portátil, apresente boa durabilidade, seja de fácil operação e entendimento e atenda todas as normas para garantir a segurança dos operadores e da vítima. Aos estabelecimentos e eventos que descumprirem a Lei estarão sujeitos a multa, além é claro, de perder a valiosa oportunidade de salvar vidas, que é o bem mais valioso. Nesse post vimos que alguns estabelecimentos e eventos são obrigados a manter um equipamento desfibrilador (DEA) e equipe treinada disponível, inclusive existe hoje Leis em Santa Catarina e em Blumenau que determinam isso. E na sua empresa e nos locais que você frequenta, essas normas estão sendo cumpridas? Gostou do post? Aproveite e compartilhe com quem também vai gostar de saber sobre isso.

  • Você sabe os principais telefones de emergência?

    Mantenha esses números na agenda do seu celular e também no mural da empresa. SAMU - 192 Corpo de Bombeiros - 193 Defesa Civil - 199 Hospital Santo Antônio - 3231-4000 Hospital Santa Isabel - 3321-1000 Polícia Militar - 190 Polícia Rodoviária Estadual - 198 Polícia Rodoviária Federal - 191 SAMAE - 115 Celesc - 0800-48-0196 Serviço Municipal de Trânsito de Blumenau - 194 Essa publicação foi útil para você? Então aproveita e compartilha também com a sua equipe e conhecidos ;)

  • Como montar uma bolsa de primeiros socorros ideal para a brigada de emergência?

    Ideal é algo muito relativo. O que é ideal para uma facção com 25 funcionários pode não ser ideal para uma metalúrgica com 250 funcionários, mas existem itens básicos que você pode ter como um ponto de partida e recomendamos que primeiramente você observe alguns pontos na sua equipe e na empresa para ter uma resposta mais adequada para esse questionamento. Mesmo assim vamos te dar 4 dicas que podem te ajudar com isso. Confira: 1 - Quais as atribuições da brigada? Avalie os limites de atuação da brigada de emergência. Não convém ter talas de imobilização se a brigada não vai imobilizar fraturas, por exemplo. 2 - Foque em materiais de suporte básico de vida: existem situações que até podem aguardar o serviço de emergência chegar, mas outras precisam de uma intervenção rápida. Já falamos diversas vezes aqui o quanto saber manobras de suporte básico de vida é fundamental e para isso é necessário também que a equipe tenha os dispositivos de barreira necessários como luvas descartáveis, barreira para as respirações de resgate, uma lâmina de barbear para a aplicação do DEA, materiais para esterilização e kits para contenção de hemorragias. 3 - Tenha os equipamentos básicos: além dos materiais para suporte básico de vida, outros materiais também são indicados como um medidor de pressão arterial, termômetro, ataduras / gaze, soro fisiológico, tesoura e se possível também um oxímetro e colar cervical. 4 - E qual a quantidade ideal? Se você comprar muito de um item ele pode acabar vencendo e da mesma forma se comprar pouco pode ser insuficiente. A dica aqui é: faça um relatório dos últimos 6 meses ou um ano e coloque na ponta do lápis quais as ocorrências mais frequentes para saber no que focar mais. Se você tem uma equipe maior e/ou a planta da empresa é grande, pense também em ter mais de uma bolsa equipada para agilizar o atendimento. Essas dicas vão te ajudar a ter um ponto de partida, mas claro, existem tantos outros materiais que você pode incluir e agregar nos seus atendimentos. Essa publicação foi útil para você? Então aproveita e compartilha também com a sua equipe e conhecidos ;)

Ver todos

Cadastre-se na newsletter e fique por dentro das novidades

+55 47 3288-9245

contato@bravale.com.br

Blumenau / Santa Catarina

Horário de Atendimento:

Das 9h as 12h, das 13:30 as 18h

Atendimento presencial somente com horário marcado.

Bravale Treinamentos

© 2021 Bravale CNPJ 18.667.997/0001-01. Todos os direitos reservados.

  • Facebook Bravale
  • Instagram Bravale
  • Spotify Bravale